Novidades

Fique por dentro
CUPOM FISCAL OU NOTA FISCAL O QUE COLOCAR?

CUPOM FISCAL OU NOTA FISCAL O QUE COLOCAR?

Descubra a abaixo e não fique mais com dúvidas:

O que é a nota fiscal?

Nota fiscal, como o próprio nome diz é um documento fiscal que comprova a compra e venda de produtos e ou serviços. Tem por finalidade, a garantia de que os tributos foram calculados para recolhimento, ao município, estado e união. Serve também, como instrumento, para: contar o prazo de garantia do que foi comercializado, para controle da própria empresa, para comprovar a entrega dos produtos e ou serviços e serve como prova da forma de pagamento. Tem ainda a função contábil, e de fiscalização pelos órgãos públicos competentes para isso, além de outras. Normalmente, na nota fiscal estão inseridos os dados do estabelecimento comercial que vendeu a mercadoria ou serviço, como o nome, endereço de contato e CNPJ, além da quantidade e características do produto comercializado e dos valores respectivos e tributos incidentes.

O que é o cupom fiscal?

O cupom fiscal é um documento fiscal equivalente à nota fiscal, diferenciando-se desta por ter que ser emitido por impressora fiscal especial, o Emissor de Cupom Fiscal1 . O cupom fiscal, que substitui a Nota Fiscal de Venda ao Consumidor para todos os efeitos, é facilmente identificável, pois nele sempre estará impressa a expressão "Cupom Fiscal" . “Com o cupom fiscal (assim como com a nota fiscal), o adquirente do bem (cidadão, empresa, ou poder público) tem a sua compra corretamente formalizada.”

As semelhanças e diferenças entre os dois documentos

“Obrigatórios em qualquer estabelecimento comercial, os cupons fiscais e as notas fiscais eletrônicas possuem a mesma importância se consideramos o recolhimento fiscal. Porém, existem diferenças que devem ser esclarecidas para que o cliente tenha mais segurança sempre que precisar reaver um investimento ou realizar a troca de produtos danificados.

A principal diferença entre cupom fiscal e nota fiscal eletrônica está na garantia. Por lei, as lojas podem optar por aceitar somente a nota fiscal para a realização de troca de um produto — especialmente pelo fato de o cupom fiscal não possuir todas as informações do consumidor, o que pode motivar fraudes. Algumas lojas até aceitam o cupom fiscal no momento de realizar a troca, mas não é comum. Segundo o Procon, é preciso exigir a nota fiscal para ter seu direito garantido e evitar confusões.” Fonte http://www.dimep.com.br/

 

Mais novidades